Áreas de Negócio

Private Equity

Os Fundos sob gestão da área de Private Equity investem, desde 2005, em empresas portuguesas com elevado potencial de crescimento, contribuindo para potenciar o seu desenvolvimento, através do crescimento nos mercados nacional e internacional, de forma orgânica e/ou por aquisição.

São aplicadas as melhores práticas ao nível de investimento responsável, promovendo a introdução de critérios ESG nas tomadas de decisão e monitorização de performance das participadas.  

Os relacionamentos estabelecidos desde 2003, e o acesso privilegiado aos negócios mais relevantes no país, permitiram a realização do maior número de transações de Private Equity em Portugal. O elevado montante comprometido pelos sócios nos fundos Explorer garante que a Explorer Investments está totalmente dedicada a maximizar o retorno dos investidores dos seus fundos.

A análise de potenciais investimentos e o seu posterior acompanhamento é realizada internamente pela equipa da Explorer Investments.

A área de Private Equity, com diversos fundos sob gestão, engloba:

A Explorer Investments trabalha de forma pró-ativa e em permanente proximidade com as empresas que compõem os fundos por si geridos, monitorizando-as e apoiando-as na tomada de decisões críticas. A criação de valor resulta da profissionalização da gestão das suas participadas, através de uma eficiente gestão de processos, pelo desenvolvimento das nossas competências internas, e pelo crescimento por via da internacionalização das atividades e/ou pela implementação de estratégias de Buy & Build.

Esta área teve, até ao momento, quatro fundos sob gestão, tendo ao longo da sua existência angariado cerca de 600M€. Desde a sua criação realizou mais de 20 investimentos iniciais e mais de 30 investimentos adicionais, tendo concretizado com êxito 13 desinvestimentos:

  • Explorer I (2004): Totalmente desinvestido.
  • Explorer II (2007): Capital 200M€ - Em fase de acompanhamento e desinvestimento de participadas. Tem 2 participadas no seu portfolio.
  • Explorer III (2009): Capital de 135M€ - Em fase de acompanhamento e desinvestimento de participadas. Tem atualmente 1 participada no seu portfolio.
  • Explorer IV (2018): Capital atual de 56M€ - Encontra-se em fase de levantamento de capital e de investimento. Tem atualmente 1 participada no seu portfolio. 
    O fundo poderá efetuar aquisições de parte ou da totalidade das participações nas empresas ou injeções de capital para potenciar o seu crescimento.

A área de Growth Capital apresenta soluções de investimento que procuram financiar projetos de expansão e modernização, com o objetivo de promover o crescimento e competitividade das empresas, contribuindo para o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos, melhoria da eficiência operacional e rentabilidade, profissionalização da gestão, internacionalização e aumento das exportações.

Os resultados alcançados e o reconhecimento por parte das empresas e respetivas equipas de gestão, tem permitido um crescimento significativo da área, que tem atualmente sob gestão ~279M€, estruturados da seguinte forma:

  • Fundo Revitalizar Norte (FRN) (2013): Capital 80M€ - Em fase de acompanhamento e desinvestimento. Tem atualmente 31 participadas no seu portfolio. Com uma dotação inicial de 80M€. Investiu 91M€, distribuídos por 39 participadas, em diversos setores de atuação.
  • Explorer Growth Fund II, III e IV (2019, 2020 e 2021): Capital de 75M€, 46M€ e 78M€ - Em fase de investimento.

Os fundos Growth têm como objetivo contribuir para o aumento da competitividade das empresas, nomeadamente através da inovação e o aumento do investimento na área de investigação e desenvolvimento, tendo atualmente 100M€ disponíveis para investir.

Foram nomeados os seguintes membros para o Conselho Consultivo destes fundos:

Jorge Portugal
É Diretor-Geral da COTEC Portugal - Associação empresarial para a Inovação. Tem experiência de gestão nas áreas da Inovação, Marketing e Qualidade de Serviço nos sectores TICs, Banca e Retalho. Foi consultor do Presidente da República de Portugal e do Governo de Portugal.

Bernardo Almada Lobo
Professor Catedrático de Engenharia e Gestão Industrial na Universidade do Porto (FEUP e Porto Business School), Co-fundador e Partner da LTPLabs, Membro do Conselho de Curadores da Fundação Belmiro de Azevedo. Foi Administrador do INESCTEC e Diretor do Centro de Engenharia e Gestão Industrial.

Rui Rodrigues
Membro do Conselho de Adminsitração da Technophage s.a. , Davi s.a., LX-Bio s.a. e GenIbet s.a. Foi membro dos conselhos de administração da Recipharm, da LusoMedicamenta e da Janssen-Cilag.

João Neto
Investigador em Computer Science no INESC, acionista e administrador da Novabase SGPS, fundador e acionista de referência de diversas empresas tecnológicas em Portugal incluindo a NDrive, Petapilot, Cloudware, Nanopower e KuantoKusta.

Portfólio Private Equity

Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.